Monday, September 26, 2011

A mi me toca llevar mi madre a la iglesia. Mulçumanos sobem as escadas que levam ao andar superior. Símbolos judaicos ornam suas cabeças. São negros baianos que pertecem e assistem ao culto do domingo. Na entrada, em três línguas, a frase em garrafais letras diz: Arrependei-vos e crede no Evangelho. Believed in Gospel.
Sentado numa poltrona, enquanto leio A História Universal da Infâmia, imagino em câmara lenta a bala saindo do revólver de Bill Harrigan, atravessando o salão, e atingindo o peito destemido de Belisário Villagrán, conhecido como El Dago.

Sunday, September 25, 2011

'A palavra recusando aceitar-se sem questionamento.' Esse é um lema, um caminho, um norte nesse Pacto da Palavra. 

Friday, September 23, 2011

É primavera pela primeira vez. Sempre e para sempre a flor aberta ao sorriso da vida.

Friday, June 03, 2011

Desde as nove

Meia-noite e meia. Passou rápido a hora
desde as nove quando acendi o candeeiro
e me assentei aqui. Permanecia sem ler
e sem falar. Com quem falar,
completamente só nesta casa?
As palavras surgem outra vez sobre o branco sem fim. Esse 'Pacto' recomeça lembrando a poesia e o tempo. Palavras e imagens, naves perdidas na imensidão do azul, conduzem para um distante lugar.
O poema de Kostantino Kaváfis

Thursday, July 29, 2010

No princípio era o verbo ou, quem sabe, a imagem. Esse 'Pacto' é um acordo de semânticas e aventuras do olhar. Nele, tudo é possível exceto a falta de sentido.
Um lugar para o exercício da aventura enigmática da vida, da procura pelos sentidos ocultos sob a luz do sol. O amor estará sempre presente, o amor universal, sexual universal, materno universal, fraterno universal e universal simplesmente.

Benvindos!!